segunda-feira, 31 de julho de 2017

Uma história verídica

Este filme foi lançado no ano passado, em Novembro, e na altura fui vê-lo ao cinema. Ontem à noite, os meus pais queriam ver um filme e sugeri que vissem este. Como na altura em que o vi pela primeira vez ainda não tinha este blogue, não podia escrever nada sobre ele. Agora que o vi pela segunda vez, achei boa ideia partilhar com vocês este filme realizado por Mel Gibson.


O Herói de Hacksaw Ridge conta a história verídica de Desmond Doss, um jovem que se alistou no exército americano mas com a condição de que não ia pegar em nenhum arma, porque as suas convicções religiosas o impediam de matar, mesmo que seja um inimigo. Este jovem tinha o sonho de ser médico e queria servir o seu país na Grande Guerra, mas como socorrista: em vez de matar pessoas, queria salvá-las. 
Ao inicio, Desmond sofre um enorme preconceito por parte dos seus colegas, que acham que ainda vão sofrer por causa da recusa deste soldado em usar armas. Chegam a maltratá-lo, para que este desista e vá para casa. Mas Doss não deixa de querer ajudar como socorrista e acaba por ir para a Guerra sem uma única arma. 
O filme começa com uma longa introdução, que deve durar cerca de metade do tempo de duração, em que nos é apresentado o jovem Desmond Doss: conhecemos a sua família - o seu irmão, a sua mãe e o seu pai, que foi soldado também mas que agora é um homem traumatizado que se refugia na bebida - e a sua namorada, Dorothy, que é enfermeira (também ficamos a saber mais sobre a maneira como eles se conheceram, em vários momentos divertidos). Os primeiros segundos do filme, porém, antes desta introdução, são precisamente o fim - vemos o jovem a ser transportado numa maca. 
No desenrolar da ação, vamos percebendo que o filme não trata apenas da Guerra. Também a Religião está presente, pois as convicções do protagonista são, de um certo modo, a base para tudo o que acontece. Os pedidos de ajuda a Deus durante a Batalha são constantes e a crença de que existe alguém a ajudá-lo está sempre presente. Na parte final, então, os apelos ao Senhor são algo que se repete. 
A grande introdução que referi faz um enorme contraste com o que se segue. No início temos momentos de paz, de família e de amor. De seguida estamos numa Guerra contra os japoneses em que vemos homens a serem mortos com granadas, bombas, tiros, decapitações, a serem comidos por ratazanas, etc. As imagens podem ser chocantes para quem não está habituado a este estilo de filmes. 
Aqui vivemos apenas o ponto de vista dos americanos e, tal como eles, tomamos os japoneses como inimigos. Existe apenas uma parte do filme em que vemos a perspectiva dos japoneses, que é quando estes se rendem e os Aliados vencem a Batalha. 
O filme conta com uma banda sonora composta por Rupert Gregson-Williams e no elenco temos caras conhecidas como Andrew Garfield (que fez de Homem-Aranha), Sam Worthington (protagonista do filme Avatar), Hugo Weaving (Elrond em O Senhor dos Anéis), entre muitos outros. 

O verdadeiro Desmond Doss
Quando fui ver O Herói de Hacksaw Ridge ao cinema, no final todas as pessoas que estavam na sala começaram a bater palmas, num gesto de respeito e homenagem. Como este filme conta uma histórica real, não podia deixar de referir e mostrar aqui o verdadeiro herói.


Desmond Doss, como já foi dito nesta publicação, esteve presente na Segunda Grande Guerra, mais precisamente na Batalha de Okinawa, onde serviu como socorrista. Como podem ver no filme, salvou 75 homens sozinho. Mais tarde, tornou-se no primeiro Objetor de Consciência a receber uma Medalha de Honra na Guerra. Este herói faleceu em 2006, vitima de vários problemas respiratórios.

Por fim, deixo-vos aqui a parte final do filme, onde várias das pessoas que serviram de inspiração a esta obra foram entrevistadas, incluindo Desmond Doss.

4 comentários:

  1. Obrigado, Joana :) Sem dúvida que tecidos leves e fluídos são a melhor opção! Mas olha que são bem confortáveis. Também uso imenso!

    Como sabes não sou nada de ver filmes e muito pela minha falta de tempo. Ainda assim conseguiste agarrar-me de início ao fim com a tua crítica. Sou fã de filmes baseados em histórias verídicas!

    NEW DECOR POST | Home CRUSH: Entrance Hall – The Essentials :D
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz por alguém ler o que aqui escrevo! Se algum dia tiveres sugestões para eu melhorar alguma coisa nas críticas, não hesites em dizer-me! :)

      Eliminar
  2. Não conhecia esse filme, mas fiquei com muita vontade de assistir. Gosto muito de filmes verídicos, parece ser uma história emocionante!
    Já anotei aqui pra assistir assim que puder. Uma pena ele já ter morrido :(

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma pena, mesmo! Mas teve uma vida longa e de certeza que foi uma pessoa muito feliz e muito amada, apesar de ter estado na Guerra! Obrigada pela visita! Se depois vires o filme, diz o que achaste! :)

      Eliminar

Todos os comentários, opiniões e sugestões são bem vindos e ajudam-me a melhorar o que por aqui escrevo. Se forem novos seguidores do blogue, peço que me informem! Muito obrigada!