terça-feira, 17 de outubro de 2017

O Jackie Chan não faz só Comédias

O Estrangeiro é um filme de Martin Campbell (o realizador de 007: Casino Royale e A Máscara de Zorro) que traz consigo o grande regresso de Jackie Chan e Pierce Brosnan ao grande ecrã. 


A trama começa com um inesperado ataque terrorista em Londres, no qual a filha de Quan (a personagem de Jackie Chan) morre. A partir daí, este homem humilde, que era apenas o dono de um restaurante em Chinatown, deseja continuar a viver apenas para descobrir quem foram os culpados pela morte da sua filha. Então, Quan tenta falar com um homem do governo, Hennessy, e pede-lhe que encontre os culpados. Depois de ser ignorado várias vezes, começa a ameaçá-lo e descobre alguns segredos do passado deste que metem a sua profissão em causa. 
Posso dizer, desde já, que aquilo que parecia ser um filme com uma história ao estilo de Taken tornou-se, afinal, num thriller bastante político. Logo no início somos confrontados com um ataque que, percebemos de seguida, foi feito por membros de um grupo terrorista Irlandês (o IRA – Exército Republicano Irlandês). 
O filme pode ser facilmente dividido em duas partes, sendo que a primeira é a mais dramática da história e é na qual se dá o acontecimento mais marcante: a grande explosão que mata a filha de Quan. A partir do momento em que este homem perde a sua filha, conseguimos ver o seu desespero e dá-se uma grande mudança na sua vida. Uma pessoa que até aí era apenas um pai trabalhador, transforma-se num homem sedento por vingança.
A segunda parte começa quando Quan se dirige pela primeira vez a Hennessy, pedindo-lhe que encontre os culpados pela morte da filha. A partir daqui o filme torna-se um pouco repetitivo, especialmente por causa da impaciência de Quan. Isto é compreensível, mas as próprias falas repetem-se inúmeras vezes, o que acaba por ser saturante. No entanto, à medida que a trama se vai desenrolando, a vingança de Quan deixa de ser o ponto fulcral (mas nunca é esquecida) e os temas políticos começam a fazer parte da ação, o que altera bastante o ritmo da história.
Ao falar deste filme, é preciso destacar a fantástica representação de Jackie Chan (que faz o papel de Quan) e é precisamente aqui que está o problema de O Estrangeiro. Acontece que, a partir de certo momento, apenas queremos ver a personagem de Jackie Chan. Parece que o resto do filme não lhe chega aos calcanhares e algumas cenas tornam-se mesmo aborrecidas quando ele não está presente. Queremos saber mais sobre esta personagem e queremos mais cenas de ação com ela. Porque, na verdade, cada cena de ação que Chan faz neste filme é uma bela coreografia e é agradável ao olhar. 
Felizmente, a par com a excelência da interpretação do protagonista, temos também uma magnífica banda sonora composta por Cliff Martinez, que traduz na perfeição todo o drama presente nesta história. 
No final, o filme acaba por não surpreender tanto quanto desejamos, mas mantém-nos agarrados até ao último minuto. O Estrangeiro está agora nas salas de cinema!

24 comentários:

  1. First I've heard of this one, seen few movies with J chan though

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia o filme, mas o Jackie Chan é mesmo fabuloso!

    ResponderEliminar
  3. Quero muito ir ver esse filme, umas amigas minhas já foram e gostaram muito.
    Beijinhos :)
    https://dailyvlife.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Só o facto de ter o Jackie Chan já me convenceu!!
    Chu,chu,
    Sara Meireles
    https://blogsarameireles.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Não sou assim muito fã dos filmes do Jackie Chan, apesar de já ter visto alguns, mas tenho curiosidade neste :)

    MRS. MARGOT

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele aqui está muito diferente! Uma personagem muito séria! :)

      Eliminar
  6. Oi, Joana! Tudo bem? Faz tempo que não vejo nada do Jackie Chan. Gostei muito da premissa desse longa. Talvez um dia eu o veja!

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Jackie Chan está mesmo muito bem neste filme. Vale a pena pela performance dele! :)

      Eliminar
  7. Nunca gostei dos filmes de Jackie Chan,confesso que é verdade!! No entanto,têm que haver gostos para todos os gostos!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha que este não é como os outros filmes dele...

      Eliminar

Todos os comentários, opiniões e sugestões são bem vindos e ajudam-me a melhorar o que por aqui escrevo. Se forem novos seguidores do blogue, peço que me informem! Muito obrigada!