sexta-feira, 22 de setembro de 2017

"Mãe!" em análise

Mãe! é o novo filme de Darren Aronofsky, o realizador de Cisne Negro, que conta com Jennifer Lawrence e Javier Bardem nos papéis principais. É um filme cheio de mistério e é preciso pensar bastante para realmente perceber de que se trata. Mais à frente vou mostrar o que achei das personagens principais. Peço desculpa, desde já, pela longa publicação e espero que isto não se torne muito confuso.


A personagem de Jennifer Lawrence e a de Javier Bardem formam um casal. Moram numa casa que está ser construída aos poucos pela personagem de Jennifer, enquanto a personagem de Bardem, que é um escritor, tenta escrever poemas.
Certo dia, recebem uma visita inesperada: um homem que diz ser médico, mas que mais tarde admite que é, também, um grande fã do escritor. De seguida, outra visita: a mulher do médico. A personagem de Bardem convence a sua mulher a recebê-los em casa, mas coisas estranhas começam a acontecer e mais visitas inesperadas continuam a chegar. A personagem de Lawrence começa a suspeitar de todas estas pessoas, mas o marido acha tudo normal e continua a dividir a sua casa com estes estranhos. 
Caso já se estejam a questionar, refiro-me aos protagonistas como "personagem da Jennifer" e "personagem do Javier" porque o nome das personagens nunca é mencionado. Tratam-se apenas por "querido", "querida", nunca pelo nome. Vou falar sobre isto mais à frente. 
Mãe! é considerado um filme de Terror e Mistério. Não assusta, mas é capaz de deixar uma pessoa chocada e até mesmo irritada. Enquanto estiverem a ver o filme, vão pensar: "o que se está a passar aqui?". Digamos que é muito, mas mesmo muito, estranho e parece que nada faz sentido. É preciso prestar bastante atenção a tudo e é fundamental pensar muito enquanto estamos a ver o filme, para realmente sermos capazes de o perceber. 
Toda a história é passada na casa em que o casal mora, num sítio onde não existe mais nada. Algumas partes da casa têm bastante luminosidade, especialmente no inicio. Percebemos que as zonas que a personagem da Jennifer está a reconstruir são mais claras. Depois, à medida que o filme se vai aproximando do final, a escuridão toma o lugar da luz e começamos a ter cenas cada vez mais negras. 
O suspense do filme é acentuado pelos sons, que também despertam a nossa curiosidade. Por vezes também o silêncio marca presença, deixando os espectadores ainda mais ansiosos. 
Relativamente aos atores, estamos perante muito boas representações. Admito que já não via um filme com a Jennifer Lawrence há algum tempo, porque, na minha opinião, saturaram a imagem da atriz ao ponto de eu achar que quase todos os papéis que ela fazia eram iguais. Depois de uma pequena pausa na carreira, está de volta neste papel que não se assemelha a nenhum antes feito por ela e devo dizer que está incrível, sendo que merece um grande destaque.


Agora, tal como já referi em cima, Mãe! tem muitos significados escondidos e é impossível para mim continuar esta publicação sem falar sobre eles. Por isso, caso ainda não tenham visto o filme aconselho que não continuem a ler, porque não quero estragar a vossa experiência. O que vou escrever a seguir contém spoilers
Os nomes das personagens nunca são revelados, o que deixa o espectador com dúvidas acerca do que se trata no filme. Tenho a certeza que muitas pessoas nem o vão conseguir perceber e nem eu sei se entendi. Vou mostrar-vos as conclusões que tirei depois do meu visionamento. 
Na minha opinião, a personagem de Javier Bardem é Deus. Ora, desde a chegada dos primeiros desconhecidos à casa, percebemos que este homem tem muitos fãs que seguem e repetem tudo o que ele diz e escreve; admiram-no a um ponto extremo. Há coisas que ele diz que realmente lembram coisas escritas na Bíblia como, por exemplo, que devemos partilhar com o próximo e que devemos perdoar - e estas coisas são repetidas pelos seus "fiéis". As minhas suspeitas acerca da identidade desta personagem podem ter sido confirmadas no final do filme, em que a única letra maiúscula escrita nos créditos está no nome desta personagem: "Him".
Mas se a personagem de Bardem é Deus, o que representa a personagem de Jennifer? Desde o inicio do filme percebemos que há uma pedra preciosa, digamos assim, que é muito importante e que pode simbolizar a Vida. Ainda tenho muitas incertezas, mas eu diria que a personagem é a Terra, a Mother Earth. O que me leva a pensar isto é o seguinte: de acordo com muitos pensamentos, Deus criou a Terra. Neste filme vemos aquilo que pode ser um ciclo vicioso da criação da Terra, sendo que até vemos algo que pode ser considerado um apocalipse no final - depois do fim do mundo, este poderá ser criado de novo por Deus.
Para sustentar ainda mais esta minha ideia de que a personagem da Jennifer é a Terra, posso referir que há uma parte em que chegam imensos desconhecidos à casa e começamos a ser bombardeados com situações que lembram vários acontecimentos históricos, como, por exemplo, cenas que parecem saídas da Segunda Guerra Mundial. Também num outro momento, em que a personagem está prestes a dar à luz, tudo estremece à sua volta, o que se assemelha a um terramoto. A Terra é mal tratada, o que conduz ao seu fim.
Se esta minha teoria por acaso estiver correta e se as personagens forem mesmo Deus e a Terra, então estamos perante um filme com bastantes traços religiosos, que mostra que muitas pessoas seguem as suas crenças ao extremo, por vezes nem percebendo o que realmente está certo ou errado.


Dizem que este é um daqueles filmes que se adora ou se odeia. Tenho de ser sincera e dizer que estava a detestar vê-lo e estava ansiosa pelo final. Os últimos trinta minutos do filme são uma loucura, uma enorme confusão. Ver os créditos a começar foi um alívio. Mas o objetivo de Mãe! é deixar uma pessoa a pensar e não parei de pensar neste filme durante todo o dia de hoje. Cheguei à conclusão que é impossível falar sobre o filme a quente. É preciso respirar fundo depois de o ver. Hoje percebi uma coisa: até gostei do filme. Precisamente porque me fez pensar e obrigou-me a criar teorias sobre as personagens para conseguir perceber (ou tentar perceber) tudo.
Caso estejam curiosos, recomendo que o vejam. Mas preparem-se para duas horas de plena loucura, que vos vão deixar com os nervos à flor da pele. 
Mãe! chegou esta quinta feira aos cinemas.
7/10 ⭐

32 comentários:

  1. Ainda não vi mas há quem diga que é o pior filme que a rapariga já fez :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O filme é bastante estranho, como disse. Mas ela está incrível!

      Eliminar
  2. Já vi o trailer tanta vez e ainda estou na duvida se vejo ou não.. e como disseste logo ao inicio.. é algo que precisa de concentração e reflexão. O trailer mostra logo confusao e um pouco de loucura...
    Agora 2h de loucura... vou perguntar se alguem quer ver comigo xD senão enlouqueço eu eheheh

    beijinhos
    Rafaela Borges || KnightLand ❤

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tens vontade de o ver, força! Já sabes o que esperar! :P

      Eliminar
  3. Estou bastante intrigada com este filme! E depois de ler a tua opinião ainda fiquei mais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o fores ver, diz-me o que achaste. Acho que cada pessoa fica com uma opinião e uma visão diferente deste filme!

      Eliminar
  4. Estou muito curiosa com este filme!!


    Novo post: http://abpmartinsdreamwithme.blogspot.pt/2017/09/5-canais-do-youtube-que-estou-viciada.html

    Beijinhos ♥

    ResponderEliminar
  5. Muito obrigado, querida Joana! Também creio que seja essencial fazê-lo e dar-lhes o devido valor numa altura em que parece que só a música popular resiste e persiste!

    É precisamente destes filmes que gosto de ver. Adoro o facto de ser meio que oculto e de nos fazer pensar. Afinal de contas só assim é que conseguimos, efetivamente, tirar algumas ilações e perceber a moral da história. Eis mais um que entra para a minha lista. Embora não seja acérrimo por cinema, fico sempre muito curioso por ver os filmes quando escreves críticas tão completas!

    You go girl!

    NEW REVIEW POST | Your Face Deserves: CLEANING, HYDRATION AND LUMINOSITY!
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  6. Não conhecia o filme mas, confesso, que fiquei bastante curiosa! A ver se o vou ver um dia destes! :P

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Oi Joana! Como você está? Desculpe a demora! Então, fiquei sabendo desse filme mesmo, mas ainda não conferi. Pelo que andei lendo o filme parece ser bem louco mesmo hahaha, e a atriz Jennifer Lawrence parece que sofreu nas filmagens. Boa dica! ;)

    Blog: O Planeta Alternativo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo muito louco, Walter! Eu fiquei um dia inteiro a pensar no filme e só depois é que percebi que gostei! Haha

      Eliminar
  8. Adoro esse tipo de filmes que nos deixam a pensar, a pensar, a pensar... E que é preciso parar, e muitas vezes rever, para finalmente chegar a uma conclusão. :)

    Beijinho d'

    A Marta
    https://amartaeumblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Vi o trailer desse filme e me deixou bem assustado. Parece ser bem de terror, mas lendo sua resenha não parece ser tão terror assim. Eu gosto de filmes que nos fazem pensar e nos deixam reflexivos o dia todo, acho que esse é o ponto algo de uma boa história.
    Não gosto de filmes assustadores, mas fiquei curiosa em ver esse já que é cheio de simbolismos e eu gosto disso.
    Só não gostei do nome, imaginaria “Mãe” sendo um filme mais leve e amoroso hehe.

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não mete medo, a sério! Quando vi o nome também pensei isso, mas de amoroso não tem nada! :P

      Eliminar
  10. Já tinha ouvido falar deste filme mas agora fiquei mesmo curiosa!!

    ResponderEliminar
  11. Já vi a sinopse e fiquei curiosa, agora ainda mais com a tua opinião ;)

    Há uns quantos filmes que quero ver e tenho e atraso! Estive para ir ver o IT, mas a sessão estava esgotada e desisti....ainda pensei esperar pela próxima sessão, mas havia muita gente e com legendas em espanhol....acabei por desistir.

    Beijinhos, boa semana <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que pena! Sinceramente acho que acabei por gostar mais do "Mãe!" do que do "It", mas são filmes mesmo muito diferentes!

      Eliminar
  12. Tenho de ver o filme para ter alguma opinião
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Eu vi o trailer e achei perturbador! Não gosto desse tipo de filmes, porque depois não durmo à noite :)

    MRS. MARGOT

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um bocado perturbador, mas não assusta. No entanto dá muito que pensar, por isso, sim, és capaz de não dormir à noite! :P

      Eliminar
  14. Concordo quando dizes que a imagem da Jennifer Lawrence foi um pouco sobrecarregada. Mas com o Javier Bardem no elenco, só pode ser um bom filme. Vamos lá ver essas duas horas que nos vão deixar com os nervos à flor da pele :P

    ResponderEliminar
  15. Opa eu vi o trailer e nem sei bem o que achar, tenho que ver o filme!
    The Fancy Cats

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens mesmo de ir ver! E acredito que depois de veres ainda não vais saber bem o que achar! Pelo menos foi o que aconteceu comigo! :P

      Eliminar

Todos os comentários, opiniões e sugestões são bem vindos e ajudam-me a melhorar o que por aqui escrevo. Se forem novos seguidores do blogue, peço que me informem! Muito obrigada!