quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Quem é o Super-Homem?

Já escrevi aqui no blogue uma publicação sobre a Mulher Maravilha, em que falava principalmente da sua origem e da sua importância enquanto personagem. Há bocado pensei: "Porque não fazer o mesmo com outros super-heróis? Todos eles têm uma história!". E pronto, aqui estou eu a descarregar tudo cá para fora. O mundo dos super-heróis é muito mais interessante do que pode parecer à primeira vista e é isso que pretendo mostrar-vos. Hoje conto-vos a história do Super-Homem


Em 1938, nos Estados Unidos, mais precisamente em Cleveland, dois amigos fãs de ficção científica, Jerry Siegel e Joe Shuster, juntaram-se e criaram o primeiro super-herói das bandas desenhadas: o Super-Homem. Estes dois jovens, inspirados num sonho de Jerry - que diz ter sonhado com um ser de outro planeta - viram o seu trabalho a ser recusado por várias editoras, até que o conseguiram publicar no primeiro volume da intitulada coleção Action Comics, que mais tarde viria a fazer parte da DC Comics.
Não se sabe se Jerry realmente teve este sonho, mas existem algumas possíveis inspirações para a personagem: Jesse Owens, o atleta norte-americano de descendência africana que participou nos Jogos Olímpicos e que ficou em primeiro lugar - para tristeza de Adolf Hitler, que teve de engolir em seco - e Tarzan, o famoso "homem da selva". 
A personagem tornou-se muito famosa rapidamente: começaram a ser criados anúncios, roupas, acessórios, figuras de ação... Tudo relacionado com o Super-Homem. Era uma sensação, um ícone da cultura popular e um espelho daquilo que todos os americanos queriam ser. Por outro lado, transmitia também a ideia do "sonho americano" e é importante não esquecer que ele é um estrangeiro, um alien, alguém de outro mundo, que foi capaz de se adaptar à vida na América. Enquanto emigrante, digamos assim, ele é aceite e amado pela sociedade.
Relativamente à sua história, o personagem nasceu no Planeta Krypton e o seu verdadeiro nome é Kal-El. É o seu pai, Jor-El, que o envia para o Planeta Terra, porque Krypton está prestes a explodir. O rapaz é encontrado e acolhido por Martha e Jonathan Kent e assume o nome Clark Kent. Pouco depois, começa a descobrir que tem super-poderes e torna-se conhecido por todos como o Super-Homem. Vive, no entanto, uma vida dupla: a sua verdadeira identidade é desconhecida por muitos. Quando não está a salvar o mundo, é apenas um jornalista disfarçado com óculos no Daily Planet, onde também trabalha Lois Lane, por quem se apaixona.
Com o passar dos anos, o Super-Homem começou a ficar para trás e a ser substituído por novas personagens. Surgiu também a ideia de que era uma personagem machista e racista, porque afinal de contas é um homem branco extremamente poderoso. Teve de se adaptar a novas realidades e deixou de ser o único super herói. Na DC Comics, juntaram-se-lhe o Batman - que começou por ser o seu oposto, uma personagem muito mais negra - e a Mulher Maravilha - que era tão forte quanto ele, mas era uma mulher e uma feminista. Começaram a ser criadas personagens distintas e para todos os gostos. Assim, todos os aspectos negativos que existiam em relação ao Super-Homem desapareceram, porque ele já não era o único super-herói: o que ele não era, eram outros. Portanto, cada leitor podia ler as bandas desenhadas com que mais se identificava, mas esta personagem nunca deixou de ser especial porque tinha sido o primeiro a ser criado.
O Super-Homem passou para o grande ecrã em 1978. Até aí já existiam imensas curta-metragens e até mesmo uma série - que ficou marcada pela famosa frase: "It's a bird! It's a plane! It's Superman!" -, mas foi este filme que se manteve mais fiel às histórias das bandas desenhadas, mostrando o lado mais humano da personagem, interpretada por Christopher Reeve. 
Entretanto, o super-herói continua a ser um enorme sucesso. Atualmente, o actor que o interpreta é Henry Cavill. Em 2013 foi lançado o filme Homem de Aço e em 2016 lutou contra o Batman em Batman vs Superman. É possível que a sua próxima aparição seja ainda este ano no filme da Liga da Justiça.


É importante lembrar que ao criarem o Super-Homem, estes dois rapazes, Jerry Siegel e Joe Shuster, deram início à criação do maravilhoso mundo dos Super-Heróis. Porém, nenhum dos dois teve uma vida fácil, até porque nem sempre lhes foram atribuídos os créditos da personagem. Jerry tinha problemas monetários e Joe perdeu grande parte da vista. Ao perceber isto, o diretor da DC Comics na altura tentou ajudá-los ao máximo. Hoje em dia, os nomes deles aparecem em tudo o que está relacionado com o Super-Homem. Podem verificar isso nos créditos quando forem ver um dos filmes que referi em cima!

4 comentários:

  1. Fiquei a saber uma data de informações que desconhecia!

    ResponderEliminar
  2. A sério?! :o De há uns anos para cá não a dispenso dos meus snacks, principalmente :P É ótimo :D

    Vir ao teu blog é aprender cada dia um bocadinho mais. Confesso que não é uma temática que leia todos os dias, mas a forma como tu escreves prende-me! Keep it up :D
    E btw, tiraste-me umas quantas dúvidas de infância :D

    NEW OUTFIT POST | I’M SO, SO PROUD OF HER. <3
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiquei muito feliz ao ler o teu comentário! Muito obrigada, mais uma vez! :)

      Eliminar

Todos os comentários, opiniões e sugestões são bem vindos e ajudam-me a melhorar o que por aqui escrevo. Se forem novos seguidores do blogue, peço que me informem! Muito obrigada!